30
Ago 05

O compromisso das selecções nacionais vai condicionar a preparação do encontro com o Rio Ave, que será antecipado mas que ainda não tem data marcada, dado que os internacionais vão regressar a conta gotas ao FC Porto. No pior cenário, Hélder Postiga e McCarthy apresentam-se ao serviço apenas na véspera do jogo com os vilacondenses, sem a garantia de poderem treinar com a equipa. E mesmo que isso venha a acontecer é certo que serão poupados por causa do cansaço das viagens e dos respectivos jogos. Uma situação, de resto, habitual sempre que há jogos das selecções com o campeonato a decorrer. Hélder Postiga vai jogar no sábado com o Luxemburgo e na quarta-feira na Rússia.

 Mesmo com o regresso marcado para o final da partida, só chegará a Portugal de madrugada, sem grande disposição física para treinar no dia seguinte. McCarthy vai, no sábado, tentar ajudar a África do Sul a garantir um lugar no Mundial de 2006 (frente ao Burkina Faso) e, depois, participar no amigável com a Alemanha que se realiza no dia 7, em Bremen. Como não deve ter ligação para Portugal no final da partida só poderá viajar na quinta-feira. Por isso mesmo, o treino desse dia deverá ser marcado para a tarde de forma a contar com todos os internacionais. Ora, a recepção ao Rio Ave terá de ser antecipada para sexta-feira ou sábado (dia 9/10 de Setembro) - a confirmar em breve - por força da deslocação a Glasgow, onde o FC Porto joga, no dia 13, a primeira jornada da Liga dos Campeões. No caso do jogo se realizar na sexta-feira, Co Adriaanse terá mesmo algumas dificuldades, sobretudo no que diz respeito ao ataque. Lisandro López e Lucho González também estão ao serviço da selecção, mas serão os primeiros a regressar ao Olival. O FC Porto conta com eles na próxima terça-feira tendo em conta que só têm um jogo de qualificação para o Mundial, no dia 3, diante do Paraguai.

Os internacionais sub-21, Ivanildo, Paulo Ribeiro, Hugo Almeida e Ricardo Quaresma chegam no dia seguinte, depois de jogarem na Rússia.

 

publicado por Maria às 17:32

27
Ago 05

 

59010437.jpg

 

Dois golos de César Peixoto na direcção correcta - o terceiro traiu Vítor Baía, mas não anulou os efeitos positivos dos outros - embalaram o FC Porto para uma exibição quase perfeita. Algumas hesitações defensivas ainda precisam de ser corrigidas, apesar de terem permitido tirar a prova dos nove quanto à serenidade deste FC Porto nos momentos críticos

Há uma ilusão de equilíbrio que resulta dos números finais e que se esfuma rapidamente no conteúdo do jogo. FC Porto e Naval terminaram separados por apenas um golo, mas a distância cavada entre a produção efectiva de ambos é bem mais significativa. Espreita-se as jogadas de perigo e percebe-se que aos portistas cabe uma generosa fatia de noventa e cinco por cento desses lances, o que traduz uma inquestionável supremacia. Quase sem oposição. O quase aqui é importante porque há dois golos da Naval para contar e a eficácia é também credora de elogios, ainda que possa ter resultado de deslizes que Adriaanse terá de corrigir. O holandês queria golos e teve-os; dispensava seguramente sofrer aqueles dois, mas vai ter de alertar a defesa para a necessidade de simplificar os processos e redobrar a concentração. Adriaanse queria também, para começar, uma atitude menos passiva do que aquela que o FC Porto apresentara em casa, na estreia. Foi bem sucedido nessa parte. Os portistas abordaram o adversário pelos colarinhos e apertaram com força, confinando-o ao espaço defensivo. Insistiram o suficiente para ameaçar a asfixia total, mas essa intenção esbarrou, de início, nalguma falta de pontaria e no facto de Taborda ter esperneado bem. O guarda-redes da Naval, que até já passou pelo FC Porto, foi-se esticando, desviando os remates que o FC Porto queria que seguissem em linha recta. Sonkaya tentou; Diego insistiu; Postiga também. Sem sucesso. Adriaanse preparava já o sermão do intervalo quando a sorte mudou. César Peixoto, de cabeça, respondeu bem a um canto de Jorginho e oxigenou os pulmões portistas. Intervalo.

Aproveitemos o descanso para isolar César Peixoto. Apesar do autogolo, é justo que se dispense alguns adjectivos e o melhor, antes de mais, é esquecer toda a informação que se foi acumulando nos últimos anos porque, aparentemente, este César Peixoto só manteve mesmo o nome. Transformando por Adriaanse num defesa de rendimento - até ver - aceitável, quando a adaptação parecia encerrar contornos de risco contra qualquer adversário, apresentou ontem outra faceta desconhecida: também sabe cabecear. E para provar que não foi um acidente, fê-lo duas vezes. Com isto, entra-se na segunda parte do jogo. Há esse segundo golo, tirado a papel químico, e o da resposta da Naval, que aproveitou alguma passividade defensiva dos portistas. Fogaça mostrou credenciais e prolongou o protagonismo da primeira jornada.
 

Exemplo de Hugo Almeida


A Naval podia e devia ter crescido, mas o FC Porto não deixou. A diferença mínima não ressuscitou fantasmas do passado e os portistas mantiveram-se personalizados. Lucho, Ibson e Diego seguravam as pontas no meio, desenrolando-as para uma frente de ataque que continuava incansável. Jorginho e Lisandro foram quebra-cabeças permanentes. Postiga não. Esforçou-se, ninguém terá coragem de o negar, mas acrescentou exactamente o quê? A entrada de Hugo Almeida, que também costuma falhar golos em doses industriais, foi ontem uma jogada decisiva de Adriaanse. O avançado controlou a veia do desperdício e aproveitou a primeira ocasião, desenhada com mestria por Quaresma e amortecida por Jorginho. Hugo Almeida não falhou e serenou a equipa, ganhando, quem sabe, o direito a aspirar a mais do que o estatuto de arma de banco. Parecia um ponto final no encontro, mas César Peixoto, na tal jogada infeliz, tratou de vitaminar os minutos finais, abrindo espaço para algumas reticências. O FC Porto voltou, então, a dar sinais de estofo para aguentar a pressão. O que, recordando um passado recente, é também uma grande novidade.

Estádio Municipal José Bento Pessoa | relvado: sofrível| espectadores: 6 000 | árbitro: Lucílio Baptista, AF Setúbal | assistentes: Luís Salgado (AF Setúbal) e Hernâni Fernandes (AF Lisboa) | 4º árbitro: Nuno Afonso
 

Naval 2 - FC Porto 3


GOLOS [0-1] César Peixoto 45', [0-2] César Peixoto 52', [1-2] Bruno Fogaça 55', [1-3] Hugo Almeida 83', [2-3] César Peixoto pb 86'

1 Taborda GR
7 Carlitos LD
4 Nélson Veiga DC
3 João Paulo DC
55 Bessa LE
8 Gilmar MD
16 Glauber MD 54'
18 Fajardo AE
73 Márcio Luiz MO 75'
27 Saulo AD 63'
9 Bruno Fogaça A
Manuel Cajuda
12 Sopalski GR
28 Aurélio DC
30 Solimar MD 75'
29 João Mendes MO
24 Rui Miguel MO 54'
90 Leo Guerra AV 63'

Amarelos 40' Carlitos, 61' Márcio Luiz, 73' Nélson Veiga

99 Vítor Baía GR
22 Sonkaya LD
3 Ricardo Costa DC
4 Pedro Emanuel DC
21 César Peixoto LE
6 Ibson MD
8 Lucho MD
20 Diego MO 85'
17 Jorginho AD
11 Lisandro Lopez AE 77'
10 Hélder Postiga AV 68'
Co Adriaanse
1 Helton GR
14 Pepe DC
18 Paulo Assunção MD
7 Quaresma AD 77'
27 Alan AE 85'
39 Hugo Almeida AV 68'
19 Sokota A

Amarelos 26' Pedro Emanuel
 

Estatística do jogo


Visitado
8 remates
0 poste
3 defendidos
2 golos
3 fora
0 pequena-área
3 grande-área
5 fora da área
25% eficácia remate/golo
24 faltas cometidas
2 cantos
6 foras-de-jogo

Visitante
18 remates
0 poste
7 defendidos
3 golos
8 fora
2 pequena-área
7 grande-área
9 fora da área
17% eficácia remate/golo
15 faltas cometidas
11 cantos
0 foras-de-jogo

Co Adriaanse

"Passamos por algumas dificuldades perto do final"

TIAGO LEMOS


No final do encontro com a Naval, Co Adriaanse estava "satisfeito" com a vitória, afirmando que a equipa "jogou melhor e mais rápido que no último encontro", considerando que a subida de rendimento se ficou a dever a uma "maior frescura dos jogadores". O treinador portista destacou o "elevado número de cantos" conquistados pelos dragões ao longo da partida, salientando que "dois deles resultaram em golo". A este propósito, falou da exibição de César Peixoto, dizendo ser "fantástico" um defesa-esquerdo marcar por duas vezes num jogo, embora lamentasse que o lateral tivesse marcado também "na baliza errada". De resto, golos foi aquilo que o FC Porto "mais desperdiçou", segundo Adriaanse, sendo Postiga um dos que mais falhou na finalização. "Postiga está a trabalhar bem e é um bom jogador, mas tenho outros jogadores no banco para a mesma posição", explicou o técnico portista, deixando no ar a ideia de que McCarthy deverá ser titular no próximo jogo. O meio-campo dos dragões também teve direito a elogios, com Adriaanse a destacar as exibições de "Lucho, Ibson e Diego". Quaresma foi outro dos nomes citados pelo treinador do FC Porto, que definiu o extremo como "um jogador de grande talento, que tem trabalhado muito". "Quaresma é um bom rapaz, merece jogar e tem um grande futuro pela frente", afirmou, "mas para isso terá de aprender a jogar para a equipa, sendo a minha função ensiná-lo".

Sobre o adversário, Co Adriaanse destacou a "boa exibição" da Naval, admitindo que, nos últimos cinco minutos, a equipa do FC Porto passou por "algumas dificuldades", numa altura em que os figueirenses "acreditavam que poderiam chegar ao empate".
 

Sobre a sua equipa


"Jogámos melhor e mais rápido que no último encontro. Dominamos a partida e o elevado números de cantos que conquistámos é exemplo disso. Dois deles resultaram em golo."
 

Sobre o adversário


"A Naval fez uma boa exibição e causou-nos algumas dificuldades nos últimos cinco minutos, quando acreditava que poderia chegar ao empate."
 

Sobre Postiga


"Está a trabalhar bem e é um bom jogador, mas tenho outros jogadores para a mesma posição."
 

Sobre Quaresma


"Tem trabalhado muito, é um jogador de grande talento e merece jogar. Tem um grande futuro pela frente, se aprender a jogar para a equipa. Para isso, estou cá eu para ensiná-lo."

5 Hélder Postiga


Outra vez no lugar de ponta-de-lança, Postiga trabalhou para ganhar espaços para os companheiros e isso merece ser reconhecido. Aos 31' e 66', este num remate à meia volta, esteve perto do golo. Saiu aos 68'.

Fonte: OJogo

publicado por Maria às 13:10

26
Ago 05

 

As entradas de Bruno Alves e Quaresma e a saída de Raúl Meireles, que se encontra lesionado, são as novidades da convocatória do F.C. Porto para o encontro de amanhã com a Naval, partida referente à segunda jornada da Liga e que vai disputar-se no Estádio Municipal José Bento Pessoa.

A equipa de Co Adriaanse treinou esta tarde pela última vez antes da viagem para a região centro e, após os trabalhos no Estádio do Dragão, o técnico deu a conhecer as suas escolhas, que integram os seguintes atletas: Alan, Bruno Alves, César Peixoto, Diego, Hélder Postiga, Helton, Hugo Almeida, Ibson, Jorginho, Lisandro Lopez, Lucho Gonzalez, Paulo Assunção, Pedro Emanuel, Pepe, Quaresma, Ricardo Costa, Sokota, Sonkaya e Vítor Baía.

Em relação à informação clínica, ficou igualmente a saber-se que Raúl Meireles, Bosingwa e Leandro efectuaram tratamento às respectivas lesões, enquanto McCarthy e Bruno Moraes compareceram no relvado, onde efectuaram treino

Fonte FC Porto

publicado por Maria às 14:09

25
Ago 05


Hélder Postiga mantêm-se nas opções de Scolari, depois de mais uma boa exibição frente ao Egipto e mais um golo! Já Nuno Valente está de regresso à selecção. Apesar de não ser opção para Co Adriaanse no FC Porto, o seleccionador Luiz Felipe Scolari mostrou que conta com o jogador portista numa convocatória que encerra alguns regressos.

A selecção nacional concentra-se terça-feira pelas 19.00 horas na habitual unidade hoteleira situada no Jamor.


Lista de convocados:

Guarda-Redes:Quim (Benfica), Ricardo (Sporting)
Defesas:Alex (Wolfsburgo), Fernando Meira (Estugarda), Jorge Andrade (Deportivo), Caneira (Valencia), Nuno Valente (FC Porto), Paulo Ferreira (Chelsea), Ricardo Carvalho (Chelsea)
Médios:Deco (Barcelona), Petit (Benfica), Costinha (Dínamo Moscovo), João Moutinho (Sporting), Maniche (Dínamo Moscovo)
Avançados: Cristiano Ronaldo (Manchester United), Hélder Postiga (FC Porto), Boa Morte (Fulham), Figo (Inter), Pauleta (PSG), Simão (Benfica).


Força Portugal!!
Força Hélder Postiga!!
</aux>

publicado por Maria às 13:47

22
Ago 05



O FC Porto ganhou ao Estrela da Amadora mas Hélder Postiga não esteve ao seu melhor! O avançado teve dificuldades na "teia" defensiva do estrela mas também desperdiçou duas oportunidades para golo.


Ricardo Costa apontou o golo solítario que deu a vitória aos Dragões e permitiu que o FC Porto começasse a época a ganhar.


Adiaanse sobre Postiga:
«A equipa adversária também esteve bem organizada, mas tivemos de facto mais oportunidades. O Hélder Postiga, por exemplo, teve duas de cabeça muito boas».


O Próximo Jogo Será Melhor Ainda!

publicado por Maria às 23:49

20
Ago 05


A lista de convocados de Co Adriaanse para o encontro F.C. Porto–Estrela da Amadora foi divulgada hoje, depois do treino que equipa azul e branca realizou no Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia. A saída de Benni McCarthy, devido a lesão, e a entrada de Paulo Assunção são as principais novidades em relação à última convocatória.


 

Para defrontar a formação da Amadora o técnico portista escolheu os seguintes atletas: Alan, César Peixoto, Diego, Hélder Postiga, Hélton, Hugo Almeida, Ibson, Jorginho, Lisandro, Lucho, Paulo Assunção, Pedro Emanuel, Pepe, Raul Meireles, Ricardo Costa, Sokota, Sonkaya e Vítor Baía.

 

Fonte: FC Porto

.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.~.


 

Como os visitantes mais atentos já devem ter visto, o blog tem algumas novidades:



  • Vídeo da Sagres.marca que o Postiga patrocina.


  • Algumas fotos dos momentos mais importantes da carreira.


  • E um questionário.para testares os teus conhecimentos sobre o Postiga.
publicado por Maria às 01:04

18
Ago 05


Hélder Postiga apontou ontem mais um golo pela Selecção, levando já 9 golos ao serviço da Selecção e apenas 16 internacionalizações. Embora fosse um particular realizado nos Açores, o avançado portista fez um jogo ao mais alto nível marcando o segundo golo aons 70 minutos.


Deixo aqui algumas das fotos dos treinos da Selecção:




publicado por Maria às 17:43

16
Ago 05

 
Jogo amigável frente à selecção do Egipto
17 de Agosto de 2005


Guarda-redes: Quim (Benfica) e Ricardo (Sporting);
Defesas: Alex (Benfica), Fernando Meira (Estugarda), Jorge Andrade (Corunha), Caneira (Valência), Paulo Ferreira (Chelsea) e Ricardo Carvalho (Chelsea);
Médios: Petit (Benfica), Custódio (Sporting), Hugo Viana (Newcastle), João Moutinho (Sporting) e Tiago (Chelsea);
Avançados: Cristiano Ronaldo (Manchester United), Hélder Postiga (FC Porto), Figo (Inter de Milão), Pauleta (Paris SG) e Quaresma (FC Porto).


 


Alguns merecem outros não, uns são esquecidos outros lembrados demais! É assim...mas podia ser melhor!!! Comentem*

publicado por Maria às 01:32

09
Ago 05



A grande ovação em "White Hart Lane" deixou o avançado muito contente. Mas como os "spurs" já pertencem ao passado, o FC Porto é que conta. O avançado está satisfeito com as suas exibições e com o trabalho da equipa e garante que no começo do campeonato, os dragões estarão a cem por cento



     O avião que trouxe a comitiva portista a Londres tinha aterrado há alguns minutos e Hélder Postiga era o alvo de todas as atenções dado já ter envergado a camisola do Tottenham. Era o regresso a um estádio onde tinha passado uma época, mas onde não tinha sido feliz no capítulo desportivo. Apesar desse relativo insucesso, o ponta-de-lança é adorado pela grande maioriados adeptos dos "spurs". Na altura, a cerca de 24 horas do regresso a White Hart Lane, relembrou o passado recente de forma nostálgica. "O estádio é muito bonito e penso que vou ser bem recebido pelos adeptos", sublinhou.
     A prova não tardou muito. Nos táxis, o nome de Postiga era pronunciado com simpatia e quando subiu ao relvado para o aquecimento foi-lhe tributada uma enorme ovação. Uma situação que se repetiu quando, minutos antes do encontro começar, o "speaker" de serviço anunciou o nome do número 10 portista.
     Ontem, nos rescaldo do jogo e apesar de não estar satisfeito com o resultado, o avançado relembrou com carinho as palmas que lhe foram dedicadas e não escondeu que, no íntimo, não estava à espera de outra coisa: "Penso que era isto que estava à espera. As pessoas aqui sempre gostaram muito de mim, sempre me acarinharam. As coisas não correram da melhor maneira, apesar de ter começado muito bem a época e dos responsáveis estarem muito contentes comigo. Com a mudança de treinador, as coisas também mudaram um bocado. Mas acho que deixei boa imagem e só foi pena não ter marcado mais golos. O futebol é feito de golos e se os tivesse marcado em maior número, o carinho seria ainda maior. Ontem [anteontem] fiquei muito contente por me terem acarinhado. É algo de importante para qualquer jogador", referiu.
      Um dos adeptos mais fanáticos do Tottenham falou a O JOGO de Postiga. Motorista de táxi e admirador confesso do avançado portista, justificou o seu fracasso em Londres de uma maneira muito simples: "era muito jovem e veio ganhar muito dinheiro". A provocação tinha de ser feita ao futebolista. Um sorriso aberto e, naturalmente, a discordância perante tal opinião: "Não, não, não vamos entrar por esses caminhos. As coisas não correram bem, o clube vinha de uma época que não tinha sido muito boa e a equipa não correspondeu. E eu fui um dos que não corresponderam. Temos de ser realistas e não arranjar desculpas". 


"Quem marca é que ganha"


     Postiga está muito mais interessado em falar no futuro. O Tottenham é passado e o que interessa é tentar antecipar o que será o futuro, nomeadamente a carreira do FC Porto: "Acho que vai correr bem. Temos demonstrado bom futebol e ontem [anteontem] perdemos por dois erros. Acho que tínhamos o jogo super-controlado e podíamos tê-lo ganho. Mas quem marca é que vence e contra o Tottenham foi isso que aconteceu. Mas penso que ficou demonstrado, mais uma vez, que temos uma boa equipa".
     Actualmente a jogar numa posição diferente daquela que ocupou nos últimos anos - "se o treinador achar que devo jogar ali, e tenho-me sentido muito bem, vou tentar dar o meu melhor" -, Hélder Postiga está satisfeito com o seu rendimento, mas fundamentalmente com o da equipa. E nem se mostra muito preocupado pelo facto de os dragões ainda não aguentarem hora e meia nas pernas: "É normal a equipa não aguentar nesta fase os 90 minutos. Temos treinado muito, temos feito muitos jogos, actuámos sempre em pressão alta, mas penso que no começo do campeonato o FC Porto estará a cem por cento".


IN: Jornal OJogo


publicado por Maria às 01:35

06
Ago 05

Boca Juniors v FC Porto
(foto do jogo com o Boca Juniores)


    Apesar do resultado menos bom, o F.C. Porto voltou a evidenciar tendência para dominar os adversários que tem defrontado. No encontro desta tarde frente ao Tottenham, que se realizou no White Hart Lane, em Londres, o Campeão do Mundo saiu derrotado por 2-0, mas nem por isso o teste deixou de ser positivo.


    Na primeira parte do jogo, o sinal mais pertenceu claramente à equipa azul e branca que foi aquela que usufruiu de mais oportunidades para inaugurar o marcador. A rapidez e a intensidade que o conjunto portista imprimiu ao desafio colocaram imensas dificuldades à formação londrina, que demonstrava muitos problemas em enfrentar a pressão da equipa de Co Adriaanse. O entendimento entre os avançados do F.C. Porto esteve em destaque, fruto do número de ocasiões de golo criadas.


    No segundo tempo, os Dragões mantiveram o domínio até ao minuto 60, não consentido qualquer veleidade ao seu oponente. Na parte final do encontro, resultado também das diversas alterações efectuadas pelas duas formações, o Tottenham cresceu e aproveitou com eficácia o cansaço, que se foi apoderando da defensiva portista. Jermaine Defoe foi por duas vezes letal, não permitindo a Vítor Baia qualquer defesa.


    O resultado final é algo enganador tal a qualidade do futebol ofensivo do Campeão do Mundo, que não merecia ter saído derrotado neste encontro.


TOTTENHAM 2-0 F.C. PORTO
Estádio White Hart Lane, em Londres
Árbitro: V.C. Richards (Inglaterra)


F.C. PORTO: Vítor Baia, Sonkaya, Ricardo Costa, Emanuel e Leandro; Raul Meireles, Lucho e Hélder Postiga; Lisandro, Jorginho e McCarthy.


Substituições: Leandro por Pepe (45m), Sonkaya por César Peixoto, Lucho por Ibson (61m), McCarthy por Alan (61m), Hélder Postiga por Hugo Almeida (61m) e Lisandro por Sokota (78m).
Não utilizados: Helton e Paulo Assunção.


Treinador: Co Adriaanse


TOTTENHAM: Robinson, Stalteri, Edman, Dawson e Gardner; Carrick, Tainio, Routledge e Reid; Defoe e Mido.
Substituições: Robinson por Cerny (45m),Reid por David (60m) Routledge por Keane (69m), Mido por kanoute (69m),
Não utilizados: Naybet, Kelly, Davenport, Bunjevcevic.


Treinador: Martin Jol


Golos: Jermaine Defoe (72m e 84m).
Ao intervalo: 0-0


Fonte: FC Porto

publicado por Maria às 23:29

Home

Postiga The Best online desde 10 de Abril de 2005

online

Hélder Postiga

Nome: Hélder Manuel Marques Postiga
Data de Nascimento: 02/08/1982
Estado Civil: Casado
Nacionalidade: Portuguesa
Ídolo (Bola): Marco van Basten
Equipa Actual: Sporting CP
Clubes Anteriores: Rio Ave, Varzim, Tottenham, Saint Etienne, FC Porto e Panathinaikos
Posição: Ponta-de-Lança
Camisola nº: 23
Internacionalizações AA: 35

PostigaMini.jpg picture by clubepostiga

 

Jogos Realizados10
Jogos Completos5
Tempo Total Jogado740
Tempo Médio Jogado74
Jogos a Titular9
Cartões Amarelos3
Duplos Amarelos0
Cartões Vermelhos0
Golos Marcados3

 

badge
Parceira

Translator

 Do you speak English?!

subscrever feeds
Contacto

Este blog foi criado por uma pessoa sem qualquer relação com o Hélder Postiga, simplesmente uma fã que tem como objectivo manter todos os fãs informados sobre o jogador. Se quiserem contactar o blog, para esclarecer qualquer dúvida sobre o jogador, mandar algum material que achem importante ter no blog, etc. o e-mail é: clubepostiga @ hotmail.com

Postiga The Best representado no hi5 Visita: http://helderpostiga23.hi5.com

Comenta
Vota!

PageRank Sports blogs Estou no Blog.com.pt

Contador
Linka o Postiga The Best


pesquisar
 
blogs SAPO